Granjas de Matrizes

Fase de cria

As aves são recebidas com um dia de vida, proveniente dos avozeiros, sendo que da quantidade recebida cerca de 13% são de machos. Nesta primeira etapa, que vai até 24 semanas, são tomados vários cuidados técnicos, de manejo e sanitários, de forma a possibilitar um desenvolvimento saudável e uniforme das matrizes. Ao final desta etapa, normalmente as matrizes já iniciaram a fase de produção de ovos.

 

 



Fase de produção

Na fase de produção, os ovos são coletados 6 vezes ao dia, e posteriormente transportados para a “sala de ovos” do núcleo, onde são separados e classificados como limpos, sujos e trincados. Após um processo de desinfecção chamado “fumigação”, os ovos são transportados para o Incubatório em veículos cuidadosamente preparados.

 

 

Cuidados de biossegurança


Os cuidados de biossegurança numa granja de matrizes são os mais rígidos possíveis.

As visitas, entradas de veículos, e equipamentos, são restritos, e sendo necessário, é feito um monitoramento; além de passar por um rigoroso processo de desinfecção. Tanto os colaboradores que trabalham nas granjas, quanto visitantes, antes de entrarem nas chamadas áreas limpas, precisam tomar banho e usar roupas e calçados higienizados, distribuídos aos mesmos. Este sistema de barreira sanitária existe na entrada principal da granja e também na entrada de cada núcleo de produção, constituído cada um por um conjunto de quatro galpões. As pessoas autorizadas a entrar nas granjas são proibidas de ter contato com qualquer ave, de no mínimo 4 dias antes da entrada; isto significa que, para os colaboradores que trabalham na atividade, é proibido ter contato com outras aves.

 

 

 

Webmail
Logotipo ato interativo
Representantes
Convênios

© 2014 - Rivelli - Direitos Reservados